Teatro

ARRASTÃO DE SOLOS

Oficinas e composições coreográficas, que evidenciam a natureza humana indissociável da natureza planetária e reflexões sobre a nossa existência na sociedade contemporânea e modos de resistir, se reinventar e readaptar sempre. Com Núcleo de Dança e Performance Marcos Sobrinho.

De 01 a 16/04, segunda  e terça, 20h30 – O Pescador de Ilusões. Um estudo continuado sobre as poéticas do carnaval, do samba, suas diversas influências e rituais presentes no imaginário do povo brasileiro. Dramaturgia, intérprete-criador e direção: Marcos Sobrinho.

De 11 a 13/04, quinta e sexta, 19h30 e sábado, 18h – Mar Inquieto.  Nasceu às margens do Atlântico, na Bahia, em 2011, no rastro do devastador Tsunami que atingiu o Japão levando, com sua magnitude, incontáveis vidas e o sentido de ordem, segurança e bem estar. Concepção e performance: Simone Mello.

De 18 a 20/04, quinta e sexta, 19h30; sábado, 18h – Universo Invisível. Envolve dança, literatura e ecologia e inspira-se na obra de Valter Hugo Mãe, “Homens Imprudentemente poéticos”, que trata da alma humana de forma sensível e intensa, convocando-nos a olhar para a nossa relação com nós mesmos e com os outros seres humanos e demais seres vivos. Performance e idealização: Luciana Hoppe. Direção: Paulo Marcello. 

De 25 a 27/04, quinta e sexta, 19h30; sábado, 18h – Verdes e Ouvirdes.  O solo propõe um diálogo entre dança e fotografia e reflete, de maneira poética e crítica, o impacto ambiental no país. Concepção, coreografia e dança: Jussara Miller. Direção, dramaturgia e cenografia: Norberto Presta.  

Serviços:

Oficina Cultural Oswald de Andrade – R. Três Rios, 363. Bom Retiro. T. 11 3221.5558.
Gratuito (retirar ingressos com 1h antes na bilheteria).
55 min. 14 anos.
https://oficinasculturais.org.br/unidade/oswalddeandrade/